WeCreativez WhatsApp Support
Atendimento via Whatsapp
Olá, como podemos lhe ajudar?

A Pisa de Pé ainda existe!

Você sabia, que uma das mais antigas tradições da vitivinicultura mundial sobrevive até hoje?

Sim, a pisa a pé, uma das primeiras maneiras que o ser humano encontrou para prensar as uvas para fazer vinho.

E por que essa técnica sobreviveu, já que as técnicas e tecnologias para prensar e macerar as uvas evoluíram tão rapidamente?

Em Lagares de Pedra continua sendo usada a pisa a pé! Seria apenas por tradição? Seria por marketing? Produtores centenários em Portugal da região do Douro, por exemplo, até hoje não abrem mão da pisa a pé para seus Vinhos do Porto.

Então, aí faz sentido, pois é feita na produção dos Portos, pois eles são vinhos fortificados,  e extremamente densos em cor e sabores. Aqui então a pisa seria o método ideal, porque o pé humano, ao prensar a uva contra o chão, libera mais cor das cascas e também outros componentes de aroma e sabor se comparado com outras formas de prensagem por máquinas.

Apesar de ser uma prática mais comum entre os produtores de Porto, ela não é exclusiva deles e tampouco exclusiva de vinhos fortificados. Tanto no Douro quanto em outras partes do mundo, há tintos tranquilos e também outros tipos de vinho sendo produzidos com pisa a pé em lagares.

A maioria  das prensas mecânicas rompem as sementes de uva, potencialmente liberando elementos amargos, desagradáveis, já o pé humano, não importa o quão forte alguém pise na uva, é incapaz de romper uma semente. A pisa costuma ser um processo que dura horas, enquanto que uma prensa mecanizada tende a realizar todo o trabalho em minutos. Essa questão do tempo faz diferença, pois quanto maior o contato com as cascas, mais cor é extraída, mais aromas, mais sabores.

Você sabia que esse método centenário de esmagamento a pé é usado até hoje por alguns produtores de vinho em Portugal? Curioso né? E você, provaria um vinho feito com essa técnica?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  7  =  15